O que é Reiki

Desde 2017 quando comecei a me aprofundar em algumas técnicas relacionadas ao desenvolvimento humano senti a necessidade de aprender uma forma de terapia energética à distância. A primeira vez que ouvi falar sobre algo do tipo fora num livro sobre a medicina Tibetana, o qual cita que há mais de mil anos os médicos tibetanos mais avançados conseguem efetuar este tipo de tratamento combinando uma série de técnicas e práticas pouco difundidas no ocidente.

Em novembro de 2019 decidi me inscrever no primeiro nível do curso de Reiki Usui Shiki Ryoho e entender esse sistema de transmissão de energia. No primeiro momento comprei dois livros para conhecer as origens e o método: “A Bíblia do Reiki” escrito por Eleanor McKenzie e “Manual de Reiki” do Dr. Mikao Usui e Frank A. Petter. Mas só o conhecimento teórico não foi capaz de satisfazer minha curiosidade. Foi após concluir o primeiro nível, receber a sintonização e praticar diariamente através da auto-aplicação, das práticas no ambulatório e no espaço de atendimento que pude sentir fisicamente, compreender e comprovar os benefícios deste método. 

Essencialmente o Reiki consiste num método de canalização de Energia Vital denominada “Ki”, “Chi” ou “Prana”. Através da canalização dessa energia o praticante transmite energia vital para as áreas do corpo em desequilíbrio ou seus correspondentes centros de energia (chamados de Chakras). O papel do praticante durante a sessão é se concentrar na intenção do tratamento e permitir que a energia canalizada seja transferida ao paciente através da imposição de mãos. O praticante/emissor neste ponto não tem nenhum controle da quantidade de energia que será transferida e nem tampouco sob o resultado específico da prática, mas pode direcionar energia para os pontos a serem equilibrados tendo conhecimento das posições certas para cada necessidade do cliente. Uma boa prática de Reiki pode durar de 30 minutos à 1h30min conforme os sintomas descritos pelo paciente.

Um resultado muito comum para os pacientes durante as sessões é um profundo relaxamento e a regularização da respiração. Conseguir acalmar a mente, soltar e relaxar o corpo das tensões é o primeiro passo para se tornar receptivo para a energia vital. Portanto, o Reiki não deriva de uma crença, o paciente não precisa “acreditar que funciona”, basta apenas estar receptivo e disponível para a prática. O Reiki não tem efeitos colaterais ou contra-indicações, mas como todo tratamento é importante ter a permissão do paciente para aplicar o método mesmo que à distância.* 

Benefícios

Através do Reiki é possível atenuar dores físicas, melhorar a digestão, melhorar a respiração e oxigenação no sangue, acalmar a mente, tornar-se mais presente, despertar a intuição, tornar-se mais consciente do corpo físico e dos pensamentos recorrentes, é possível resgatar memórias de eventos passados, reduzir a ansiedade, equilibrar o sono, melhorar o humor, reduzir dores de cabeça, mal estar, tonturas, dores no ouvido, cólicas menstruais e equilibrar o funcionamento dos órgãos internos. O Reiki atua como medicina complementar ou integrativa e não substitui o acompanhamento médico tradicional.

** Sempre que houver algum sintoma grave deve-se procurar um médico e prosseguir o tratamento conforme recomendado. Em paralelo à medicina tradicional o Reiki colabora para uma rápida recuperação do organismo restaurando o equilíbrio físico característico da natureza humana.

Enquanto no primeiro nível do Reiki aprende-se as posições das mãos para efetuar o tratamento completo, no segundo nível aprende-se os símbolos e mantras que permitem que o tratamento seja realizado à distância. Desde o primeiro nível é importante procurar uma escola ou mestre que venha de uma tradição reconhecida, uma vez que ele ou ela será o responsável por ativar e fazer a sintonização ou potencialização de energia nos praticantes. Atualmente há milhares de escolas de Reiki espalhadas pelo mundo e cada uma delas apresenta seu método próprio, e o mais curioso é que não há certo ou errado uma vez que a prática vem se diversificando desde a sua oficialização no Japão em 1922. 

*Particularmente prefiro agendar o horário da sessão de Reiki à distância para me certificar que o paciente estará sentado ou deitado numa posição confortável e poderá dormir durante a sessão. Não se recomenda fazer o Reiki à distância se o paciente estiver dirigindo ou andando na rua já que pode sentir sonolência durante a sessão. Cada pessoa sente a energia “Ki” ou “energia vital” de forma diferente no corpo. Algumas pessoas sentem calor na região do abdome e das mãos, outros sentem o corpo formigar, há quem sinta os centros de energia do corpo ativarem (girarem), há ainda quem sinta muito sono ou excesso de energia após a sessão. Comuns também são os casos em que os pacientes começam a sonhar ou lembrar de seus sonhos, ter sonhos vívidos e ativar sua intuição e criatividade. Há em todos os casos uma redução da ansiedade e maior consciência corporal.

Um tratamento completo varia entre 4 dias consecutivos para os casos mais brandos à 7 dias consecutivos ou mais para os mais graves. Em ambos os casos é possível prosseguir com sessões mais espaçadas para que se estabeleça um novo padrão de equilíbrio conforme o estilo de vida e as necessidades do paciente. 

Para mais informações sobre o tratamento à distância e agendamentos:
(11) 94521-4255 (mensagem de texto ou voz por WhatsApp)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.