A História Que Não Te Contaram

“Num dia de inverno um menino decidiu sair para caçar porque sua família já estava ficando quase sem alimentos. Ele então demonstrou boas qualidades como caçador e capturou um perú e alguns galos silvestres. A carga foi se tornando cada vez mais pesada enquanto ele caminhava de volta para casa, e assim ele foi ficando cada vez mais cansado. Ele então decidiu descansar numa rocha muito estranha que tinha a forma de uma cabeça humana. Alguns minutos mais tarde ele ouviu uma voz falar com ele, e isso o assustou.

Inicialmente ele pensou que era apenas sua mente cansada pregando uma peça em seus pensamentos. Novamente a voz misteriosa se tornou mais volumosa e disse: – “Venha mais perto e eu lhe contarei uma história.” O menino levantou assustado e olhou ao redor, mas ele não viu ninguém. Então ele gritou com medo: – “Quem é você?”

– “Eu sou a Grande Rocha”, disse uma voz estrondosa que parecia vir de algum lugar do interior da Terra. A partir daí o menino percebeu que era a rocha perto dele que havia falado. Então ele criou coragem para falar com ela e disse: – “Se você for mesmo uma rocha falante, então me conte sua história.”  

A rocha respondeu: – “Primeiro você deve me oferecer um presente.” Então o menino pegou um dos pássaros que havia caçado e um pouco de tabaco que seus avós haviam dado a ele para rezar e fez a oferta. Assim, ele prosseguiu colocando seus presentes sob a rocha.

A Grande Rocha começou a falar. Ela contou histórias maravilhosas de como a Terra havia sido criada e como as forças da natureza apareceram. Enquanto o menino ouvia, ele não sentia mais o vento frio e a neve de antes. Depois de ouvir cuidadosamente, como se tentasse memorizar a história, ele se levantou e a agradeceu a rocha. E disse: – “Obrigada, Avô. Estou indo embora agora e vou compartilhar esta história com os outros. Mas eu voltarei aqui novamente amanhã.”

O jovem caçador foi correndo para a tribo e foi direto para a grande-oca. Quando ele chegou lá contou para todo mundo sobre sua experiência e sobre o que ele havia aprendido. Todos se juntaram em volta da fogueira e ouviram atentamente. Enquanto o menino falava, uma coisa estranha aconteceu. A história parecia aquecer todo mundo e espantar o frio e a neve. E todos dormiram muito bem naquela noite e tiveram bons sonhos.

No dia seguinte o jovem caçador havia sido bem-sucedido em sua caça novamente. Ele parou perto da Grande Rocha e a presenteou com a sua presa. A rocha lhe contou outra história e ele a ouviu com o coração presente. E foi assim por muito tempo, durante toda a estação do inverno. Todos os dias o menino dividia seu tabaco e suas caças, e todos os dias ele ouvia mais histórias ancestrais sobre os “velhos tempos”. Ele ouviu histórias sobre animais falantes e monstros, contos sobre como eram as coisas quando a Terra havia sido criada e era jovem. Ele ouviu histórias sobre a Natureza, O Grande Espírito, e os poderes da Natureza. As histórias lhe ensinaram boas lições sobre a vida, e sobre a vida ao redor dele. E do modo tradicional indígena ele sempre compartilhou suas histórias com as outras pessoas para que elas também pudessem aprender e se tornarem sábias.

Um dia, perto do começo da primavera, a Grande Rocha disse ao jovem caçador: – “Eu te contei todas as histórias que eu sei sobre o mundo. Então agora elas são suas para continuar a ensinar as pessoas. Tudo o que eu peço em troca é que você prometa que estas histórias continuarão a ser contadas de uma geração à outra até a próxima. E faça com que as pessoas contem mais histórias sobre essas que eu já contei. Dessa forma todo mundo terá a oportunidade de aprender alguma coisa.”

Então assim tem sido e assim sempre foi para a os povos nativos desde o começo dos tempos. As histórias são contadas no inverno e todo mundo tem a chance de aprender, compartilhar e passar o conhecimento para as gerações seguintes.”

(Story by Chief Beeman Logan from the Seneca Nation – Iroquois Six Nations written by Bobby Lake-Thom – Spirits of the Earth. Plume, 1997). 

*****

Em tempos de transição e desafio, quais são as histórias que estamos contando para nós mesmos e para os outros? 
Qual é o aprendizado que queremos perpetuar para a geração atual e as próximas?
Qual é o seu legado?
Qual é o legado da sociedade a que pertencemos?
O que estamos dando em troca para o nosso planeta? 

******

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.